Quando Syd saiu do Pink Floyd?

16 de abril de 2020 0 Por Carla Gomes
Syd Barret na juventude

Syd se tornou recluso após deixar a banda

Muito se fala sobre Roger Waters e o início de sua carreira solo, mas quando Syd saiu do Pink Floyd, você sabe? O músico teve uma trajetória curta, mas marcante na banda.

Embora seja menos celebrado do que outros integrantes, Syd Barrett é considerado o responsável por reunir o grupo. E, ao contrário do que aconteceria no futuro, sua despedida não foi tão polêmica.

E é sobre como aconteceu essa saída e quanto exatamente, é que vamos falar hoje. Confira!  

Entenda porque Syd saiu do Pink Floyd

Syd Barrett, do Pink Floyd

Syd Barret deixou o Pink Floyd após abuso de substâncias alucinógenas

Ao contrário de muitos outros profissionais, o que aconteceu com Syd e seus colegas não teve nada a ver com desavenças criativas. Na verdade, a situação foi avançando lentamente. 

O que acontece é que Syd Barrett teve problemas com sua saúde mental desde sempre. Os problemas eram controlados até que, conforme o sucesso foi aumentando, ele aumentou também o uso de drogas. Há relatos de que o guitarrista usava alucinógenos e, muitas vezes, se desconectava da banda. Em shows, não era raro que tocasse em um tom diferente dos demais, por exemplo.

A entrada de David Gimour no grupo teve a ver com essas questões. Ele foi convidado como uma espécie de reforço na guitarra. Contudo, logo os demais integrantes perceberam que a situação estava insustentável.

Há inclusive uma história nunca confirmada de que Syd ficou dias em uma floresta, apenas usando ácido. Esses desaparecimentos se tornaram cada vez mais duradouros e problemáticos. Syd saiu do Pink Floyd porque, basicamente, não tinha mais condições de permanecer. Com o crescimento do grupo, seu comprometimento não era mais suficiente. 

Descubra quando Syd saiu do Pink Floyd

pink floyd com syd barrett

Os integrantes do Pink Floyd mantiveram algum contato com Syd

Embora o diagnóstico de Syd nunca tenha sido divulgado, sua saúde se deteriorou gradativamente. Ao longo do ano de 1967, o comportamento do músico passou a preocupar a banda. Durante uma turnê com Jimmi Hendrix, em novembro desse ano, o guitarrista David O’List foi chamado várias vezes como substituto.

No natal de 67, Gilmour se juntou oficialmente ao Pink Floyd. É a partir desse momento que a saída de Syd do Pink Floyd começou a se concretizar. Durante muitos shows, David se encarregava de tocar enquanto Barrett apenas transitava pelo palco. 

Em janeiro de 68, o grupo decidiu manter Syd na banda, mas sem sair em turnê com eles. O objetivo era permitir que continuasse como compositor, já que muito do material da banda era seu. Na verdade, naquela época, a identidade do Pink Floyd estava diretamente ligada a Syd. 

Apesar das tentativas, Syd saiu do Pink Floyd oficialmente em abril de 1968. Contudo, os membros da banda já revelaram que ninguém nunca o comunicou da saída. A verdade é que Syd Barrett não estava em condições psicológicas de fazer parte do grupo naquele momento. E muito menos de compreender que estava sendo retirado.

Veja o que aconteceu com Syd Barret após a saída da banda

disco solo de syd barret

Syd lançou dois discos solo

A carreira de Syd Barrett fora do Pink Floyd foi curta. Especula-se que ele tivesse esquizofrenia ou bipolaridade, o que não impediu de ser considerado um gênio por muitos. Entretanto, ficou no meio de seu caminho para o sucesso.

Depois que saiu da banda, Syd ainda lançou dois álbuns solo, The Madcap Laughs e Barrett, da década de 70. Na época, seu estilo avançou para o blues, embora sempre tenha continuado com suas faixas experimentais. 

Apesar de ter sido deixado de lado pelos ex-colegas, eles mantiveram algum contato. David Gilmour chegou a produzir um dos discos de Barrett. 

Por cerca de 10 anos após o fim de sua trajetória no Pink Floyd, Syd viu seu dinheiro acabar. Foi quando voltou para sua cidade natal e iniciou um longo período de reclusão. 

Saiba quando Syd Barrett morreu 

syd barret em 1970

Syd Barrett manteve uma aura de mistério após sua saída da banda

Syd Barret morreu em 2006. Sua irmã já declarou que o músico nunca teve uma doença mental ou recebeu tratamentos nesse sentido. Segundo ela, o guitarrista passou a se interessar muito por pinturas e fotografias. Ele fazia muitas viagens para conhecer obras de arte, porém, mantendo-se incógnito.

Os integrantes da banda já falaram algumas vezes sobre como se arrependem de sua conduta com o músico. Entretanto, para eles, era a única opção que tinham na época.

Quando Syd saiu do Pink Floyd, deixou um legado de estilo que muitas pessoas consideram essenciais para o sucesso da banda. É por isso que apesar da trajetória um tanto conturbada, o músico se tornou muito respeitado pelos fãs.

O que você acha que aconteceu com o guitarrista? Será que a banda teria se tornado uma lenda como essa se ele tivesse continuado? Deixe um comentário falando sua opinião sobre o músico! Será que ele merece mais reconhecimento?