Pink Floyd – Saiba tudo sobre a Banda

Pink Floyd – Saiba tudo sobre a Banda

12 de fevereiro de 2020 2 Por Carla Gomes
integrantes do Pink Floyd em 1968

Os integrantes do Pink Floyd passaram por altos e baixos internamente

Sem dúvida uma das bandas mais importantes de todos os tempos, o Pink Floyd não conquistou esse status à toa. As composições estão, sem dúvida, num patamar diferente, será que você conhece o suficiente do grupo?

Lançada na década de 60, a banda ganhou o público em uma época bastante concorrida. Rolling Stones, The Doors, The Who, Creedance Clearwater, todas foram lançadas nos anos de 1960.

E é sobre como o Pink Floyd conquistou seu posto de lenda em meio a tantos nomes e porque faz sucesso até hoje que vamos falar hoje. Confira a seguir!

Como começou o sucesso do Pink Floyd?

Syd Barrett, do Pink Floyd

Syd Barret deixou o Pink Floyd após abuso de substâncias como LSD

Criado em 1965, o Pink Floyd começou com Syd Barrett como guitarrista e vocalista; Roger Waters como baixista e vocalista, Richard Wright como tecladista e vocalista e Nick Mason como baterista. O grupo estreou oficialmente em 1965 após algumas mudanças de nome.

Para chegar ao título que os levou ao estrelato, os integrantes reuniram o nome de dois músicos de blues; Pink Anderson e Floyd Council. Na verdade, muito da influência inicial da sonoridade da banda vinha do blues. Além disso, reuniam referências a Lewis Carroll, um pouco de psicodelia e também o estilo music hall, um estilo popular de origem britânica.

Em ascensão na cena underground, a banda conseguiu seu primeiro contrato com uma gravadora no início de 1967, estreando com o álbum The Piper at the Gates of Dawn. Nesse período, Syd Barrett era o ponto focal do grupo. No entanto, no ano seguinte, ele estava abusando das drogas e David Gimour assumiu o papel de guitarrista.

Ainda apostando em inovações musicais, mesmo sem Syd, o Pink Floyd lançou mais dois álbuns antes de chegar a Dark Side of the Moon (1973). É possível dizer que esse foi seu ponto de virada e o momento em que Roger Waters se tornou o letrista destaque.

Quais são as músicas mais tocadas?

Em 2017, o site especializado Planet Rock divulgou uma lista com as músicas mais tocadas do Pink Floyd no Reino Unido. Segundo a pesquisa, apenas a partir dos anos 2000, a banda ficou no ar pelo menos 32 milhões de segundos. Another Brick In The Wall (Part 2) ficou no topo do ranking. Money, Wish You Were Here, Comfortably Numb e See Emily Play completaram o top 5.

Convém dizer que além das músicas mais famosas, o grupo conta ainda com um recorde pelo sucesso de The Dark Side of the MoonDesde seu lançamento em 1973, o disco ficou nas paradas da Billboard por nada menos do que 14 anos. E em uma época em que não existiam aplicativos (ou celulares), apenas por meio de execuções por meio de mídias convencionais.

Se você não conhece muito da banda, talvez esteja pensando a quantas anda o grupo. E é quando começam as polêmicas.

Quando o Pink Floyd acabou?

banda pink floyd

O estilo criado pelo Pink Floyd ainda é uma grande influência da música

Considera-se que o fim oficial do Pink Floyd aconteceu em 2015, quando David Gilmour declarou que não imaginava o grupo fazendo algo novo. No entanto, a partir de 1985, há muitas discussões a respeito.

O que acontece é que, em meados de 1983, Roger Waters decidiu deixar a banda. O processo de saída foi bastante tumultuado, já que o músico acreditava que esse seria o fim do grupo. Contudo, Gilmour, Wright e Mason decidiram continuar, e assim o fizeram.

Descontente com a decisão, Waters e sua ex-banda passaram por processos e problemas jurídicos. David e Roger foram considerados rivais por anos. Com altos e baixos em sua relação, eles nunca selaram a paz, embora até tenham dividido o palco em alguns momentos.

Em outubro de 2019, Roger contou à revista Rolling Stones que tentou fazer as pazes com Gilmour, mas foi mal recebido. “Eu criei um super plano de paz que virou em nada, infelizmente. Sei que todos os fãs do Pink Floyd ficam tristes em saber disso. Eles querem que nós nos demos bem e tudo seja maravilhoso e vivamos em um mundo maravilhoso. Bem, não seria maravilhoso para mim, porque eu deixei o Pink Floyd em 1985 por um motivo. A razão era que eu queria seguir em frente com o meu trabalho”, declarou ele, sem dar detalhes de qual seria o plano.

Especula-se que o tal grande plano seria uma reunião da banda. No entanto, com a morte de Richard Wright, a formação mais duradoura do grupo nunca mais vai acontecer. E, ao que tudo indica, nem mesmo um encontro entre Roger Waters, David Gilmour e Nick Mason. Esse último, por sinal, já declarou que desistiu de esperar uma reconciliação.

Por que o Pink Floyd continua fazendo sucesso?

foto do clipe de the wall

The Wall continua sendo uma grande referência

Mas, se a banda acabou e os membros não convivem, como o Pink Floyd ainda faz sucesso? A verdade é que seu estilo musical continua sendo marcante, mesmo com a passagem de mais de 50 anos. The Wall, por exemplo, segue como uma composição com grande poder de crítica, por exemplo.

Além disso, o grupo é uma fonte de influência intensa, sendo ainda uma referência para qualquer banda progressista.

Em resumo, o Pink Floyd não se resume apenas a sucessos passageiros. A banda construiu um estilo próprio marcante e, mesmo com algumas polêmicas, se mantém como uma das mais respeitadas do mundo.

O que mais você gostaria de saber sobre o Pink Floyd?! Deixe um comentário falando sobre o que mais você quer conhecer da banda! Teremos o maior prazer em ouvir a sua opinião!