partitura de another brick on the wall
Partitura de another brick on the wall

Com muitos hits, o Pink Floyd teve um sucesso impressionante também com Another Brick on The Wall. Quem escreveu a composição talvez não esperasse que a música teria tanta repercussão. Mas, você sabe quem foi?

Divida em três partes, se trata de uma obra que faz parte do clássico álbum The Wall. Lançada em 1979, se tornou número 1 em diversas paradas ao redor do mundo.

Entenda melhor o destaque da música!

Another Brick on The Wall: Quem escreveu?

Por mais que David Gilmour, Nick Mason e Richard Wright tenham sua contribuição para a banda, a força compositora foi sempre a mesma: Roger Waters.

O baixista foi o responsável pelas 3 partes da canção. Cada uma foi concebida a partir de uma ideia diferente — memórias, educação e drogas — formando uma narrativa única. A parte 2, sem dúvida, é a que mais se destacou. Lançada como single do disco, ainda é considerada um símbolo de protesto.

Parte II: sobre o quê fala?

Quando você ouve a primeira parte de Another Brick, deve perceber que é mais suave. O vocal de Waters é também mais calma, ficando mais agitada em alguns momentos do final. A faixa é encerrada com barulhos de helicóptero, até que inicia a próxima canção do álbum.

Another Brick in the Wall — parte 2 tem um riff de guitarra que se tornou um clássico. Além da voz incisiva de Roger, há também a presença de um coral. A faixa tem uma das letras mais famosas do grupo. A frase “we don’t need no education” é bastante usada em protestos e discussões sobre a educação. Por sinal, a presença de um coral de crianças na música é outro ponto forte. O convite para participar da faixa foi feito a uma escola britânica que aceitou prontamente.

A parte 3 é a menos popular, sendo uma canção de protesto. Com um estilo mais agressivo,  a faixa tem barulhos de vidro quebrando desde o começo, seguindo, portanto, com um ritmo mais intenso.

O momento mais impactante da música é sua frase final. O refrão fala sobre como todos somos apenas um tijolo em uma parede. O trecho é seguido por um período de calmaria.

Legado: como foi a preparação das músicas?

Apontado como grande obra do Pink Floyd, sem dúvida, o disco se tornou um marco. E a  música, é claro, também. “Houve muito mais produção do que nos álbuns anteriores, em relação ao cuidado de todos os integrantes, tocando seção por seção no estúdio, em vez de partirmos para a canção completa, como fazíamos antes“, declarou Roger, ao falar sobre como foi a preparação para o álbum.

Apesar de cuidadosa, a música chegou a sofrer alguma censura na época. As faixas chegaram a ser chamadas de escandalosas demais na época. No entanto, nas rádios, o single de The Wall se tornou rapidamente uma das mais pedidas.

Em resumo, tudo em Another Brick in the Wall, quem escreveu, o que significa, teve muita repercussão. E não foi à toa. As canções são consideradas a obra prima de Roger Waters e da banda como um todo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.