Young Lust

Young Lust – Pink Floyd

Young Lust é mais uma das músicas que compõem o álbum The Wall, um dos mais importantes do Pink Floyd. Ela está repleta de curiosidades.

Ela dá seguimento a saga de Pink, protagonista do álbum. Agora ele busca uma forma de encontrar alívio no tédio que encontra nas turnês.

O alívio tão buscado vem com o sexo casual. Então, a tradução de Young Lust, a Luxúria Jovem, não poderia ser mais acertada.

É importante destacar que essa é uma das 03 músicas que foram compostas por David Gilmour para o álbum. Nela ele assume os vocais e Roger Waters ajuda apenas no Refrão. A música se inicia rapidamente, de pois de uma transição pós Empty Spaces.

Para saber mais sobre a música “Mother” clique AQUI

O colapso de Pink

Na história que o Álbum conta, Pink está em turnê e, entediado, começa a fazer sexo casual. Ele está afastado de sua esposa e, durante a execução de Young Lust ele tenta entrar em contato com ela. Para isso, tenta fazer uma ligação internacional a cobrar.

São duas as tentativas, ate que, na segunda, um homem atende o telefone. Depois de a operadora perguntar se ele aceita a ligação, o homem simplesmente desliga o telefone. Ela então comunica a Pink o corrido.

É nesse momento que o protagonista percebe que está sendo traído pela esposa. Isso faz com que seu colapso mental fique cada vez mais próximo.

A operadora não sabia da gravação

Para dar mais realismo ao áudio, o co-produtor James Guthrie contou com a ajuda de um vizinho, Chris Fitzmorris, que estava em Londres. O álbum estava sendo gravado em Los Angeles.

Para ter mais realismo na cena, James pedia que a ligação fosse feita e James atendia, desligando o telefone logo em seguida. A ideia era fazer com que a operadora tivesse a sensação de, realmente, ter flagrado uma traição.

A gravação que entrou em Young Lust foi a segunda. Isso porque a primeira operadora teve uma reação que não foi considerada satisfatória.

Filme alivia a barra de Pink

No filme The Wall, a ligação de Pink ocorre um pouco antes. Quando a música Empty Spaces acaba e começa uma versão estendida. Assim, o protagonista só é visto se relacionando com outras mulheres depois de descobrir a traição da esposa. Isso tende a deixa-lo mais simpático.

Na história original, com a ligação ocorrendo no fim de Young Lust, é possível ver como Pink se torna um verdadeiro hipócrita. Traindo a esposa, ele logo se sente injustiçado por descobrir que ela também o traía.

Young Lust e a amargura de uma estrela

Quando The Wall foi produzido, o Pink Floyd já tinha relativo sucesso. Então, muito se discute sobre a vida de Pink, retratada no álbum, não é algo autobiográfico. As coisas se confundem com as letras escritas tanto por David Gilmour quanto por Roger Waters.

Ou seja, não é possível dizer que um ou outro estava tentando contar sua história.

No entanto, cada frase e acontecimento de Young Lust funciona como mola propulsora para o colapso de Pink. A banda não demorou muito tempo a se separar por divergências de pensamento. Então, a dúvida permanece sobre o que é ficção e o que é realidade na letra da canção.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.