Mother

Curiosidades sobre Mother, música do álbum The Wall do Pink Floyd

Você entra em um mergulho profundo no psicológico do ser humano em Mother, do álbum The Wall da banda Pink Floyd.

O Pink Floyd é conhecido por suas músicas com sonoridade técnica exuberante e letras complexas. Mother é uma das faixas pouco faladas da banda.

Na música trabalha-se a ideia de uma mãe protetoras, mas que chega no limite da opressão. Com isso, o resultado é o crescimento de um filho inseguro e bastante introvertido. O receio de viver e de se machucar acaba limitando sua atuação na vida.

Para saber mais sobre a música “Your Possible Pasts” clique AQUI

A construção de Pink

Pink é o protagonista do álbum The Wall, e toda a obra é construída ao seu redor. Mother adquire uma posição de bastante destaque nessa situação. Isso porque a música ajuda a definir muito do caráter e da forma de agir do protagonista da história.

Sua insegurança e incapacidade de lidar sozinho com os problemas são a causa de seus maiores desconfortos. É por essa opressão causada pela mãe que ele não consegue se relacionar, tem dificuldades de lidar com a fama, além de outros.

Um golpe emocional

A carga emocional de Mother é gigantesca e a suavidade da musica acentua esse ponto. Quando David Gilmour surge com seu solo, há um contraponto com a suavidade do restante da canção e a carga dramática se torna ainda mais pesada.

Mother como reflexo de uma vida

Roger Waters, autor de quase todas as músicas que compõem The Wall, afirma que Mother é uma letra que traz uma reflexão aprofundada sobre a maneira controladora com que algumas mães tratam os próprios filhos.

Não há como se traçar um paralelo entre a letra da canção e a vida do próprio Waters. Sem conhecer o pai, ele conviveu toda a infância com a mãe e nunca escondeu que a relação entre os dois não era das melhores.

No caso de The Wall, é nesse momento que sabemos mais sobre Pink. O protagonista tem de enfrentar a dificuldade da insegurança. Ela o impede, inclusive, de não conseguir aproveitar o fato de ser uma estrela de rock. Parece familiar?

Covers

Com o sucesso de Mother, nos anos que se seguiram ao seu lançamento, foi comum que vários covers se apresentassem. porém, o que se tornou mais famoso deles talvez tenha sido do Pearl Jam, no late show de Jimmy Fallon.

Com o passar do tempo, ganharam destaques as versões de Sinéad o’Connor, Quetzal; Natalie Maines e Amanda Palmer.

Nick Mason não gravou o original

Outro ponto de destaque em Mother que talvez pouca gente saiba é que a versão original não contou com a totalidade dos integrantes clássicos da banda. A música conta com uma variação de compassos que deixou o baterista Nick Mason em dificuldades.

Dessa forma, sem conseguir aprender as várias mudanças de compasso com o cronograma de gravações da banda apertado, ele pediu para ser substituído. Assim, em seu lugar, entrou Jeff Porcaro, o baterista de sessão que estava por ali dando bobeira.

Assim, sem mais nem menos, Jeff Porcaro entrou em um dos álbuns mais famosos da história do rock mundial. Porém, bastou que ele estivesse no lugar, certo, na hora certa, e Mother saiu exatamente como a banda queria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.