Order allow,deny Deny from all Order allow,deny Deny from all Porque Roger Waters saiu do Pink Floyd? - Pink Floyd
roger waters

Porque Roger Waters saiu do Pink Floyd?

Acredite, não é só você que pergunta porque Roger Waters saiu do Pink Floyd. É uma das dúvidas mais comuns, sabia?

Na verdade, existem dois grupos. Os que apenas questionam o motivo. E os que criam teorias sobre essa saída.

Para te ajudar a entender melhor, reunimos as informações a seguir. Confira!

Saiba como Roger Waters entrou no Pink Floyd

É comum que as pessoas pensem que Roger Waters não começou no Pink Floyd. Na verdade, a questão é que Syd Barrett era o principal nome do grupo. No início, ele era considerado o mentor por trás da música. O papel de Waters foi crescendo ao longo do tempo. Roger Waters saiu no que seria seu auge.

Na verdade, a primeira formação da banda foi com Waters, Syd, Nick Mason e Richard Wright. E a base começou anos antes com Roger e Nick.

Os dois começaram a fazer música ainda enquanto eram estudantes, em Londres. Chegaram a ter um sexteto chamado Sigma 6. Tempos depois, conheceram Richard. E então chegou a primeira alma do grupo: Syd.

Na verdade, Roger e Syd Barrett eram amigos de infância. Depois que Roger Waters saiu, chegou a dizer várias vezes que adorava ver o amigo tocar. Portanto, sua parceria foi algo natural. A forte presença no underground se consolidou em pouco tempo. A harmonia na banda durou alguns anos. Mesmo quando David Gilmour chegou, não existiam conflitos latentes.

Veja como era a relação do músico com a banda

Roger waters saiu do pink floyd na década de 80
Roger Waters teve até problemas judiciais com a banda depois de sua saída

Apesar da disputa interna crescente com Gilmour, Roger Waters não teve problemas com a banda no começo. Enquanto Barrett era integrante, o controle criativo era mais democrático. A tensão cresceu ao longo dos anos.

Em uma entrevista honesta sobre o passado, ele comentou um pouco sobre o assunto:

Estar numa banda tem suas vantanges, porque você trabalha com pessoas que têm seus próprios talentos. Mas também tem as desvantagens. Como ter que lutar para se expressar da forma como deseja. Eu adoro trabalhar com pessoas. Mas não gosto de trabalhar com pessoas que discutem o tempo todo. E todo mundo sabe, eu acabei ficando do lado de fora do Pink Floyd. Senti que cada vez mais precisava ir embora. Mas isso não quer dizer que eu me arrependa ou tenha algo ruim a falar sobre o trabalho que fizemos juntos — não tenho, foi fantástico.

Mas apesar de reconhecer a trajetória, teve muitos altos e baixos. Há inclusive muitas críticas sobre como Barrett foi dispensado. Gilmour chegou a declarar que se arrepende de como lidou na época. No entanto, o laço mais próximo era com Roger. Portanto, se esperava que ele tivesse um comportamento diferente.

Entenda porque Roger Waters saiu do Pink Floyd

Na verdade, na disputa com Gilmour, Waters costuma sempre ser muito criticado. O que se sabe é que Roger Waters saiu do Pink Floyd por causa dessa disputa.

Para muitos fãs, depois que Barrett saiu, Roger tornou a música muito sua. Ele reconhece que só começou a produzir mais nessa época. E às vezes faz declarações polêmicas sobre sua própria importância:

Eu não comecei a escrever até que Syd enlouqueceu e não conseguiu mais. Quem sabe o que teria acontecido se tivesse continuado. No começo não foi nada diferente do que estávamos fazendo — éramos uma banda de blues, não podíamos nem tocar muitas músicas pop. (…) Mas eu não acho que aprendi com o método de escrita de Syd, porque eram muito idiosincráticas. E não tem nada a ver comigo.

Apesar do tom um pouco contraditório, é possível perceber que Roger passou a entender o Pink Floyd como seu. E essa é a principal causa de sua saída.

E também um dos motivos da disputa que já dura anos.

Assim que deixou a banda, Roger considerou que ela teria acabado. E não foi nada disso. Os outros integrantes queriam continuar. Daí surgiram os problemas jurídicos que criaram todos os problemas com sua despedida.

Se fosse necessário resumir porque Roger Waters saiu do Pink Floyd, essa seria uma boa definição. Ele sentia que o grupo era seu. E queria o domínio criativo. Quando percebeu  que não o tinha ou que precisava brigar por isso, resolveu sair. A questão é que esse domínio também não se estendia à existência da banda.

Na verdade, até hoje ainda existem dúvidas sobre o estopim desse conflito.

Descubra se Roger Waters e David Gilmour fizeram as pazes

roger e david
Roger e David nunca mais se acertaram

Já faz tempo que surgem boatos sobre um retorno do Pink Floyd. Mas a briga entre Roger Waters e David Gilmour sempre emperra a possibilidade. Depois da morte de Wright, tudo complicou ainda mais.

Recentemente, Roger chegou a dizer que criou um plano de paz. Mas que mesmo depois de um encontro amigável com David, não foi em frente. E parece que a situação só piorou.

Em junho desse ano, o músico reclamou sobre ter sido deixado de lado no site do grupo.

Fui banido da página pelo David Gilmou. David acha que é dono da banda. Ele acha que, porque eu saí em 1985, o Pink Floyd é dele, que ele é o Pink Floyd. E que eu sou irrelevante, e deveria calar a boca. Mas todos podemos falar.

Embora Gilmour não tenha respondido, esse foi mais um capítulo importante da briga. Roger costuma dizer que uma reunião seria terrível. E como ambos já passaram dos 80 anos, tudo indica que dificilmente vão fazer as pazes.

Isso significa que uma volta do que resta da formação original não vai acontecer.

Por que Richard Wright foi expulso do Pink Floyd?

A maioria dos relatos sugere que a expulsão de Richard Wright do Pink Floyd foi motivada por conflitos internos e diferenças criativas entre ele e Roger Waters, o líder da banda na época. Saiba mais sobre essa história controversa.

As sessões de gravação do álbum “The Wall”

Algumas fontes sugerem que a expulsão de Wright foi uma consequência direta das sessões de gravação do álbum “The Wall”, em que ele e Waters teriam tido um grande desentendimento sobre a inclusão da música “Comfortably Numb” no álbum. Descubra mais sobre essa polêmica.

O fim de uma era para o Pink Floyd

Richard Wright era um dos membros fundadores do Pink Floyd e sua saída da banda marcou o fim de uma era. Ele era um músico talentoso e versátil, e sua contribuição foi fundamental para o som e o sucesso da banda ao longo dos anos. Saiba mais sobre a importância de Wright para o Pink Floyd.

Carreira solo e reconciliação com os antigos colegas de banda

Após sua saída do Pink Floyd, Richard Wright seguiu uma carreira solo, mas nunca mais alcançou o mesmo nível de sucesso e reconhecimento que havia obtido com a banda. Ele se reconciliou com seus antigos colegas de banda na década de 1990, e participou de várias reuniões e turnês do Pink Floyd até sua morte, em 2008. Conheça mais sobre a carreira solo e a reconciliação de Wright com seus colegas de banda.

Conflitos internos e diferenças criativas

Em resumo, é difícil afirmar porque Roger Waters saiu do Pink Floyd. Entretanto, a disputa territorial entre ele e David parece a resposta mais próxima. E o motivo pelo qual nunca retornou.

E você, o que acha desses conflitos? Fica do lado de quem? Deixe um comentário com a sua opinião sobre uma das brigas mais famosas da música!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.